Francezinhas do Marco (Odivelas)

Este Verão tem sido pobre em inovações culinárias caseiras, ou quando as há, impera a preguiça de as fotografar. No entanto, temos conseguido experimentar outras cozinhas e esperamos conseguir colocar em dia as reviews dos spots mais interessantes.

Comecemos pelas Francezinhas. O grupo dos Alarves, 5 destemidos apreciadores de gastronomia que não se importantam de fazer dezenas de Kms para a degustar, deu continuidade ao projecto das Francezinhas em Lisboa, já documentado aqui.

Depois do festival temático no Tryp Oriente, foi a vez de experimentarmos o Marco em Odivelas, que nos foi muito bem referenciado. Este é o trigémio Lisboeta de outros dois irmãos: um na Trofa e outro em Famalicão. Achámos que era argumento suficiente para experimentar. E lá fomos, numa Sexta-feira à noite, restaurante cheio mas ainda assim confortável, empregados de mesa divertidos (mas não chegando ao irritante patamar do “Chicoespertismo” como muito bem os caracterizaram os Gato Fedorento), num espaço muito favorável a jantares de grupos. Pedimos as nossas Francezinhas, especiais todas elas (pois se num conjunto de três, há uma que é especial, ou “à casa”, será sempre essa a opção a fazer). Chegaram em menos de nada, enormes, numa travessa cheia de batatas fritas caseiras (um pouco molengas para o nosso gosto, mas saborosas) e com molho extra, para quem quiser. Entranhas de boa qualidade, com bife finíssimo grelhado, mortadela, linguiça e salsicha de conserva (tipo alemão), terminando com um ovo estrelado na perfeição. O molho que acompanha a dita, é muito interessante, saboroso e espesso (sem parecer sopa), no entanto não contém picante. Nesse caso deve pedir-se antecipadamente, ou então num recipiente à parte. Isto é uma vantagem pois permite a cada um determinar o grau de picante pretendido para a sua francezinha.

Também interessante é a cerveja Checa – Branca, Preta ou Morena – fresquíssima e servida em flutes. No entanto o seu valor (10€ por garrafa de 1L) rapidamente convida a pedir umas canecas. A sangria tinta também é bem feita embora não estivesse suficientemente fresca.

Francezinhas, cervejas, sangria e entradas (uns rissóis de carne acabados de fritar) ficaram por 15€/pessoa. Nada mal para a quantidade. Apesar de ter dado conta do recado, a parte feminina da mesa desejou ter pedido as francezinhas mini que constavam no menu infantil! É aconselhável marcar mesa.

Contamos voltar!

Anúncios